utilizador: password:     Se ainda não se registou, por favor clique aqui
 

Instrutivo sobre Honorários

 

INSTRUTIVO
HONORÁRIOS RELATIVOS À ASSISTÊNCIA JUDICIÁRIA

 
 

 
O Decreto-Lei n.º 15/95 de 10 de Novembro criou o regime da Assistência Judiciária para permitir o acesso ao Direito e à Justiça dos cidadãos economicamente mais débeis.
 

 
No desenvolvimento do referido Decreto-Lei, o Decreto Executivo Conjunto n.º 46/97, veio estabelecer o regime financeiro para a Assistência Judiciário, integrado no Cofre Geral de Justiça.
 

 
Ficaram assim fixados os honorários devidos aos Advogados e Advogados Estagiários que prestem serviços profissionais no quadro da Assistência Judiciária e que constam de uma tabela de honorários e despesas publicada no Diário da República da 1ª Série n.º 51 de 07 de Novembro de 1997.
 

 
Para efeitos de cobrança dos referidos honorários os Advogados e Advogados Estagiários devem preencher o modelo de factura anexo ao presente Instrutivos e que dele faz parte integrante de acordo com os procedimentos seguintes:
 
1.      Asfacturas, são apresentadas para cobrança no final do processo na Secretaria do Conselho Provincial competente da Ordem dos Advogados de Angola.
 
2.      As facturas resultantes de Assistência Judiciária prestada no âmbito do n.º 2 do art.º 5.º não carecem, para ser apresentadas para pagamento, de aguardar pelo termo de processo.
 
3.      As facturas, emitidas em três exemplares, no momento da apresentação serão carimbadas ou assinaladas com qualquer elemento probatório da sua recepção, e serão devolvidas ao Advogado ou Advogado Estagiário duas cópias as quais se destinam respectivamente ao Cofre Geral de Justiça e ao Advogado ou Advogado Estagiário.
 
4.      As facturas, além do nelas especificado devem conter:
 
a) Descrição de trabalho desenvolvido;
b) A especificação das despesas realizadas e o seu valor em numerário e por extenso;
c) Valor dos honorários, nos termos tabelados, em numerário e por extenso;
d) Data;
e) Assinatura.
 
5.      No caso de um processo da origem a outros processos que corram a este apensados e o Advogado ou Advogados Estagiário prestar Assistência Judiciária também estes, deve apresentar para cobrança, facturas separadas de cada um deles.
 

 
1.     Todos os Advogados e Advogados Estagiário devem efectuar o preenchimento das facturas relativas a todos os processos em que prestaram serviços no quadro da Assistência Judiciária após a publicação e entrada em vigor do Dec-Lei 15/95 de 10 de Novembro.
 
2.     O disposto no número anterior abrange a Assistência Judiciária que resulte de processos crime em fase de instrução preparatória junto da Direcção de Investigação Criminal sem continuidade judicial e de negociação extrajudicial.

 
Os modelos de factura de cobrança de honorários previsto no presente instrutivo serão fornecidos pela Secretaria do Conselho Provincial ou Delegação competente da Ordem dos Advogados.

 
O presente Instrutivo entra em vigor na data da sua publicação.
 
 
Luanda, 24 de Junho de 2002
 
 
CONSELHO NACIONAL DA ORDEM DOS ADVOGADOS
 
O BASTONÁRIO
 
Manuel Gonçalves

VII Conferência Nacional dos Advogados

PAGAMENTO DE QUOTAS

COORDENADAS BANCÁRIAS

 

NOME: Ordem dos Advogados de Angola

BANCO: Banco de Fomento de Angola - BFA

CONTA Nº: 489328/30/002:

IBAN: AO06 0006.0000.0048.9328.3026.3

 

      CONVOCATÓRIA 3º Exame

 

 

  

               

CONSELHO NACIONAL (+244) 922 880 025

SECRETARIA GERAL:  (+244) 927 646 965

CONTABILIDADE (+244) 999 410 082  

 

PLANTÃO DE SERVIÇO AOS ADVOGADOS

NOTA DE IMPRENSA
Membros da Comissão Nacional das Prerrogativas da OAA tomam posse.
O bastonário da Ordem dos Advogados de Angola (OAA),  Luís Paulo Monteiro, conferiu nesta quinta-feira, 14, em Luanda, posse aos membros que compõem a Comissão Nacional de Prerrogativas.
Nomeada pela Conselho Nacional da OAA, a Comissão Nacional de Prerrogativas é composta por 12 membros efectivos e 3 suplentes. Tem uma vigência de 2 anos sendo renovada por igual período de tempo, mediante o parecer da Conselho Nacional da OAA .
A comissão, que é coordenada pelo Dr. Vicente Pongolola, Conselheiro Nacional da OAA tem como tarefas promover e difundir as prerrogativas legalmente e estatutárias assistidas aos advogados, promover a educação técnica, profissional e pedagógica com as distintas instituições; emitir pareces sobre as prerrogativas dos advogados, intervir sempre que esteja em causa a violação de quaisquer prerrogativas dos advogados junto dos órgãos judiciários ou judiciais, ou ainda em instituições públicas e privadas, assim como acompanhar junto dos órgãos essenciais da administração da justiça todos os processos que estejam a correr contra os advogados e advogados estagiários.
 
 Galeria Fotográfica
 

 

CERTIDÕES

Regulamento do Registo das Sociedades e Associações de Advogados

Art.11º (Publicidade)

 

 

ASSOCIAÇÕES

 

SOCIEDADES

 

LexAngola

SNR. ADVOGADO
 
Ofereça ao seu escritório algo que seja uma mais-valia: uma subscrição do LEXANGOLA, instrumento indispensável ao exercício da Advocacia que lhe permite, a qualquer momento e em qualquer lugar aceder, num ápice, a qualquer diploma legal - leis, decretos, etc. Em permanente actualização, com todos os códigos em vigor e ligações jurídicas a consolidar. Não adie a sua decisão de se apetrechar . Venha à sua Associação ou faça a sua subscrição on line.

Utilizadores ligados

Existem actualmente 0 utilizadores e 2 convidados ligados.